Copenhague está entre as dez cidades mais caras do mundo, diz pesquisa

0
98

Copenhague está entre as dez cidades com custo de vida mais alto do mundo, segundo a nova edição do levantamento sobre o tema realizado anualmente pela Economist Intelligence Unit, braço de pesquisas da revista britânica The Economist. Cingapura, Hong Kong e Paris dividiram o topo do ranking neste ano.

A capital dinamarquesa subiu uma posição no ranking em relação à edição de 2018. Segundo os pesquisadores, pesam sobre o custo de vida na cidade especialmente itens como transporte, recreação e cuidados pessoais.

LEIA TAMBÉM:
– Copenhague é a cidade a visitar em 2019, segundo o Lonely Planet

– Bicampeã: Finlândia é eleita novamente o país mais feliz do mundo
– Copenhague transforma estação de tratamento de lixo em pista de esqui

Para elaborar o ranking, a Economist Intelligence Unit faz o levantamento dos custos de mais de 400 produtos e serviços. A lista inclui do preço de um simples pão ao do seguro de um automóvel. O jornal The Copenhagen Post registra a curiosidade de que, entre as dez primeiras cidades da lista, apenas Copenhague viu o preço do pãozinho subir. 

Em contrapartida, os preços de uma garrafa de cerveja e de um terno de duas peças caíram sensivelmente na cidade em comparação com as outras campeãs em custo de vida. No caso da cerveja, a garrafa, que custava em média US$ 3,06 (ou quase R$ 12, segundo o câmbio atual), passou a ser vendida por US$ 2,61 (ou R$ 10,20). O preço do terno, por sua vez, caiu de US$ 787,91 (o equivalente a R$ 3.080) para US$ 771,07 (ou R$ 3.014).

A lista das dez primeiras colocadas no ranking tem ainda Zurique (Suíça, 4º), Genebra (Suíça, 5º), Osaka (Japão, 6º), Nova York (EUA) e Seul (Coreia do Sul) em sétimo, empatadas com Copenhague, e Los Angeles (EUA) e Tel Aviv (Israel) em décimo. Caracas, na Venezuela, apareceu na última colocação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui